Fechar registro de água e gás, e desligar o quadro de energia elétrica são itens de segurança a se levar em conta

 

Neste período de férias, de alta temporada, quando as pessoas viajam ou seguem para casas de praia, é preciso se ater a cuidados essenciais. E não se limitam a questões de segurança, com a necessidade de trancar bem portas e janelas. “Pouca gente se lembra que é importante, também, fechar registros de água, desligar o gás e o quadro geral de luz. Os riscos podem ser mínimos, mas ninguém está imune a uma possível inundação ou mesmo incêndio”, alerta Walter Cruz, sócio do Grupo Embracon, que administra quase 600 condomínios na Capital e na Grande Florianópolis.

 

Já que as residências estão fechadas, controlar sinistros assim é muito mais difícil. 

“Só se consegue perceber quando o estrago já é grande, exige arrombamento e as consequências capazes de atingir imóveis vizinhos”, continua o empresário, que vê no síndico uma figura importante para lembrar desses pequenos gestos e que representam muito. “O síndico pode orientar quanto aos cuidados básicos, publicando, por exemplo, um informe para ser exposto no elevador – local por onde todos os moradores circulam”, continua o empresário.

 

Walter Cruz cita ainda outras alternativas, como um comunicado impresso para ser postado nas caixas de correio individuais das unidades, ou através de aplicativos específicos para celular ou tablet – quando a administradora do prédio disponibilizar esta ferramenta, deixando assim todos os condôminos informados de forma online e com aviso de visualização.