Portaria Remota Condominial

A portaria, ou guarita, é uma das partes mais críticas e vulneráveis de toda a segurança implantada em um condomínio. É como se ela fosse o front de uma batalha - é porta de entrada para visitantes, entregadores de correspondências e refeições, entre outros, mas também pode ser o caminho para furtos, roubos e outras atividades criminosas. Assim, trata-se de um local bastante vulnerável e que pode ameaçar a segurança de todos.

 

O Porteiro ou o vigilante realiza a figura de “chefe” da segurança e por consequência, gera muita confiança dos morador(a)es que por descuido, acabam passando informações privilegiadas, que é normal devido a rotina diária.

 

Para elevar a segurança, optam por instalar equipamentos para acelerar o reconhecimento de acessos indevidos como sistemas de CFTV, Cercas Elétricas entre outros.

 

Portaria Hibrida:

 

A Portaria Hibrida permite o controle da portaria local e remotamente, esse tipo de portaria pode ser exercido de duas formas, são elas:

 

Hibrida In Loco – Condomínio que pode possuir uma ou mais entradas (portarias), onde é criada uma central de atendimento ou célula de segurança, nesta local, o profissional (porteiro ou vigilante) realiza todo o filtro para liberar ou negar o acesso, sendo possível executar procedimentos de risco em caso de sinistro ou invasão. Normalmente é comum mais de um profissional neste local, sendo os demais para realização de rondas e auxilio se identificado alguma anormalidade.

 

Hibrida Remota – Condomínios que determinam que o acesso de não morador(a)es será realizado por empresa de segurança, sendo a presença do vigilante apenas para complementar a segurança com a realização de rondas e no auxílio ao atendimento quando identificado alguma anormalidade.

 

Portaria Remota:

 

Portaria remota é composta por um conjunto de soluções tecnológicas, adequações físicas dos acessos e procedimentos operacionais com gerenciamento dos acessos a distância que reduzem a possibilidade de entradas não autorizadas.

 

 

Tais procedimentos reduzem alguns confortos que consequentemente reduzem o risco a segurança de todos no condomínio, uma vez que o acesso é realizado de duas maneiras: 

 

Pelos condôminos:

 

• Através de TAG, Cartões e controles (todos com o sistema anti-clonagem) devidamente cadastrados de uso individual, permitindo acesso irrestrito as áreas autorizadas para cada morador(a).

 

• Caso haja uma situação de risco, o morador poderá realizar a entrada acionando o sistema de Pânico Silencioso que notifica imediatamente a Central de Portaria 24 horas, está executará todas as ações devidas para minimizar o risco e possíveis danos.

 

Por visitantes em geral (amigos e familiares, prestadores de serviços em geral):

 

• Acesso através de contato direto com a Central de Portaria 24 horas, que fará as devidas identificações e comunicará o(a) morador(a), que permitirá ou não o acesso.

 

• Se liberado, será acionado a abertura do portão para acesso e através de monitoramento, realizaremos o acompanhamento da entrada, permitindo o acesso de apenas quem foi autorizado. Havendo mais pessoas que o comunicado, o acesso ao segundo portão será restrito até a normalização da situação.

 

Entregas:

 

Em caso de entregas, será solicitado ao Zelador, ou a quem o condomínio designar, que o receba e entregue direto ao morador(a), ou poderá ser criado uma sala controlada para a armazenamento temporário.

 

Benéficos:

 

• Sistema de Gerenciamento de Entrada e Saída de todos os moradores e visitantes em geral;

 

• Maior segurança contra ações de coação;

 

• Redução de entradas indevidas;

 

•Redução no vazamento de informações quanto a rotina de moradores, entre outras.