Prestação de serviços para condomínios: veja 4 dicas importantes!

A gestão de condomínio não é uma tarefa fácil, pois o síndico tem muitas responsabilidades, como contratar empresas de prestação de serviços para condomínios de maneira eficiente e otimizada. Mas, às vezes, surge uma dúvida: será que o fornecedor escolhido é bom?

Nesse momento, é preciso ter muita atenção para evitar que escolhas erradas gerem problemas no futuro. Pensando nisso, criamos este post. Nele, selecionamos algumas dicas que devem ser levadas em consideração antes de uma contratação.

Então, confira a seguir quais são os principais pontos que devem ser analisados na hora de escolher uma empresa de prestação de serviços para condomínios. Acompanhe!

1. Conheça a idoneidade das empresas

O primeiro passo que o síndico deve seguir para que possa verificar a idoneidade do potencial prestador de serviço é conferindo a regularidade da empresa no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ). Para tanto, solicite a emissão de comprovante de inscrição e de situação cadastral.

Também procure saber se a empresa realiza os recolhimentos trabalhistas por meio de certidões negativas de débitos e certidão de regularidade de FGTS. Estar ciente sobre informações como essas é essencial, na medida em que seu condomínio responde solidariamente quanto aos direitos dos trabalhadores.

2. Verifique a capacidade de cumprir o acordo

Também entre em contato com clientes atuais e antigos para saber a opinião dos síndicos e moradores sobre a qualidade do serviço prestado e a capacidade da empresa de cumprir com o acordado dentro do período combinado.

Não se esqueça de verificar se ela tem autonomia para prestar serviços específicos, como é o caso de obras, bem como avalie se a empresa tem condições financeiras para cumprir um eventual acordo ou se há dificuldades para o pagamento dos serviços prestados por seus colaboradores. Para tanto, avalie o seu capital social.

3. Entenda as responsabilidades das duas partes

Quem deve cobrar dos colaboradores terceirizados o cumprimento de suas responsabilidades é apenas a empresa terceirizada e não o condomínio, uma vez que não existe nenhuma relação de subordinação direta. Contudo, isso não significa que não possa haver um acompanhamento após a contratação.

Inconvenientes relacionados com a qualidade do serviço prestado, o cumprimento da jornada de trabalho ou o comportamento inadequado dos terceirizados devem ser reportados pelo síndico à empresa contratada. Esses problemas podem representar uma quebra de contrato por parte da prestadora de serviços.

4. Estude a viabilidade econômica da contratação

O valor a ser cobrado deve estar condizente com os serviços prestados. Jamais escolha um fornecedor pelo preço, você deve analisar a relação custo-benefício. Para tanto, faça pelo menos três orçamentos com empresas diferentes.

Não se esqueça de comparar serviços, valores, prazos e formas de pagamentos. Feito isso, todas as informações levantadas devem ser apresentadas em assembleia para os moradores. Após a aprovação, basta formular cuidadosamente o contrato de acordo com o que foi prometido e assiná-lo.

Com esses cuidados na hora de contratar uma empresa de prestação de serviços para condomínios, você está mais preparado para fazer escolhas melhores. O síndico pode contratar uma empresa para auxiliá-lo na administração desse espaço. Porém, para escolher uma boa administradora, alguns cuidados devem ser tomados.

Aproveite que está por aqui e entenda quais as responsabilidades e obrigações do síndico!